sábado, 14 de abril de 2012

Biografia

Inã Cândido - Pierre Bourdieu – Compreensão e prática sociológica




Pierre Bourdieu nasceu na França no ano de 1930 em um povoado chamado Béarn localizado em uma zona rural. Desde os seus primeiros anos de estudos o autor conviveu com camponeses, operários e comerciantes. O próprio Bourdieu foi uma exceção quanto a questão do capital econômico e cultural que suas teorias buscaram explicar ao longo da sua vida.Logo após, ele foi para uma cidade vizinha onde fez o ensino médio e se destacou nos estudos, onde em seguida ganhou uma bolsa para o Liceu Louis-le-Grand de Paris, local de destaque onde era selecionado alguns dos melhores estudantes do país. Bourdieu logo ingressou na École Normale Supérieure, onde, começou a cursar filosofia. Dentro de um contexto acadêmico, onde predominava o existencialismo de SartreBourdieu dedica seus interesses ao estudo da lógica e da história das ciências.
 Em conseqüência disso, podemos afirmar que Bourdieu é um autor difícil de ser categorizado em uma escola de pensamento sociológico, devido não só a grande originalidade de suas obras voltadas para as Ciências sociais, como também pela influência filosófica adquirida ao longo dos seus estudos.
Bourdieu iniciou o seu trabalho através das suas primeiras pesquisas de campor  durante seu serviço militar na guerra da Argélia, durante a guerra. Devido aos graves problemas desse pais, o autor começou a focar as questões sociais e políticas.
De forma auto didática, o autor aprendeu sobre o ramo da Antropologia e Sociologia. Logo no começo, ele utilizava a etnografia e a estatística em conjunto para analisar o conflito estabelecido entre os colonialistas e os libertadores nacionais. No ápice do conflito, Bourdieu teve que se retirar imediatamente do país, pois aqueles que eram classificados como liberais começaram a correr sérios riscos.
De volta a França, o autor assumiu o cargo de professor assistente na Soubornne e na Universidade de Lille. Nessa função, leu e ministrou aulas sobre os autores da sociologia clássica como DurkheimWeber e Marx. Ao mesmo tempo, continuou a analisar dados na Argélia durante os seus períodos de férias no ano de 1964.
Em seguida, tornou-se diretor fundou o Centre Europenée de Sociologie, a pedido de Aron. Desse tempo em diante, treinou por três décadas um grupo de acadêmicos que se voltaram para as mais variadas questões sociais. Assim, o autor afastou da filosofia e da Antropologia estruturalista, aproximando-se do rigor cientifico e as técnicas de pesquisa de campo oferecido pela Sociologia e por outras áreas da própria Antropologia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário